27 de outubro de 2020
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

1ª Semana Municipal Dom Mário Zanetta: “Uma oportunidade de não ficarmos só no saudosismo”, diz dom Guido

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
6d326d12-99a4-43e0-996c-067cd9b8258a

PAULO AFONSO – Nesta quinta-feira 14, o bispo dom Guido Zendron dará mais um importante passo para oferecer junto a outros parceiros um lugar que receba pessoas com necessidades bastante especiais: a Casa da Acolhida, na Rua Barão do Rio Branco.

A inauguração da Casa fecha a 1ª edição da  Semana Municipal Dom Mário Zanetta, aberta neste domingo na catedral com a celebração de dom Guido, e nesta quarta 13, a celebração em memória pelos 21 anos da morte de dom Mário com a participação do bispo Dom Frei Luiz Cappio, amigo de Mário Zanetta.

Mais cedo, os bispos falaram à RBN sobre Semana dedicada ao saudoso dom Mário, antes de começar a palestra no Memorial Chesf:

“É realmente um momento muito importante que nos dá oportunidade de não ficarmos só no saudosismo, mas de tornar presente pelo nosso testemunho o reino de Deus que dom Mário tanto amou e dedicou à vida, para que esse reino de Deus não fique só nas páginas do Evangelho, mas nos corações das pessoas”, disse dom Guido, agradecendo em seguida a presença do dom Cappio e às equipes que trabalharam durante toda a semana.

Dom Guido também comentou que a Casa da Acolhida é um desejo para que seja como o coração dessa cidade. “A depender da resposta do senhor prefeito [Luiz de Deus] lançaremos a Cidade da Caridade lá na Fundame.”

O prefeito Luiz de Deus também compareceu ao Memorial Chesf e falou sobre dom Mário: “Algumas pessoas não morrem, e Dom Mário é uma delas.Durante sua vida, ele cuidou, não apenas do espírito, mas também da alma e do corpo das pessoas. A impressão que eu tenho é que ele permanece entre nós, trabalhando e nos ensinando grandes lições de vida”, falou o prefeito.

Dom Cappio disse que estava duplamente feliz: 

“Eu estou agradecido a dom Guido por esse convite que muita me alegra por dois motivos: em primeiro lugar por participar dessa semana dedicada a Dom Mário Zanetta que foi um particular amigo, eu o conheci quando ele era pastor dessa diocese de Paulo Afonso, e em segundo, porque estamos tratando de uma assunto que faz parte da minha vida que é o Rio São Francisco e a preservação de suas água”, declarou o bispo ao repórter Fábio Salvador.”

Dom Frei Luiz Cappio ficou conhecido mundialmente na década de 1990, após percorrer a pé os 2.830 quilômetros de extensão do Velho Chico. Em 2005 e 2007, decidiu fazer greve de fome contra o projeto da transposição das águas do São Francisco. Dom Cappio conquistou diversos prêmios, como o Prêmio da Paz, em 2008; o Troféu João Canuto, em 2009; e o Prêmio Kant de Cidadão do Mundo, em 2009.

 

 

 

PASCOM com conteúdo G1/ASCOM/PMPA.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *