4 de dezembro de 2020
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

25 anos da Fundame: “Com muitas dificuldades, oferecemos a jovens e crianças a possibilidade de entrar na vida”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
66328694_10213520546559500_1169386171541749760_n

PAULO AFONSO – As comemorações pelos 25 anos da Fundame, começaram no dia 08 e se encerram com o bingo neste domingo 14, na Catedral de Nossa Senhora de Fátima, após a missa que será celebrada pelo bispo dom Guido Zendron, às 19h.

Nesta sexta-feira 12, como parte das comemorações, a diretoria recebeu colaboradores e familiares das crianças e jovens assistidos pela Fundame, para um fórum no auditório da Fasete.

Fórum na Fasete pelos 25 anos da Fundame. Foto Regina Garcia.

 

O bispo dom Guido Zendron lembrou que o fundador da faculdade, o professor Gilberto, fora, desde sempre, um parceiro da Fundame, e que a Fasete mantém os laços até hoje.

A prefeitura de Paulo Afonso, parceira fundamental da Fundame, foi representada pela secretária da Sedes, Ana Clara Moreira; compareceram políticos, autoridades policiais e a presidente da OAB Paulo Afonso, Socorro Rolim.

“Dom Mário com a intuição de poder iniciar a Fundame, concretizou o lema dele ‘cremos na caridade’, no sentido de dizer, como nos fala o catecismo: eu quero que pelo meu testemunho, que é a ação da igreja, Deus possa salvar dizendo tantas almas, que significa a totalidade da pessoa; por isso a nossa presidente [Neilma Menezes] lembrou no início que a Fundame tem seu momento espiritual, religioso, e depois tudo o que desenvolve as habilidades das pessoas”, comentou o bispo.

Dom Guido disse ainda que foram 25 anos permeados por várias dificuldades, mas que foi possível oferecer a centenas  de crianças, no decurso do tempo, a possibilidade “de entrar na vida.”

“Não mais determinado pelas feridas, mas acolhidos pelo amor. Eu tenho essa inquietação diante das pessoas, ‘como é que através de mim Jesus quer me aproximar das pessoas?, das obras que nós temos?’, sem a ajuda de tantas pessoas não seria possível. Por isso que agradeço a presença de todos aqui.

Dom Guido disse ainda que a celebração pelos 25 anos questione as pessoas, “a caridade não é apenas dar coisas, mas se oferecer. Gostaria de uma aproximação maior, de nos conhecermos, de colaborar com uma presença. É bom para a irmã Suely [coordenadora dos trabalhos da Fundame] e é bom para todo mundo. Sem querer deixar de fora o Lar da Criança, porque a diocese somos nós, todos os batizados.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *