5 de julho de 2022
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Santíssima Trindade: ” O Sagrado Coração de Jesus nos dá oportunidade de recomeçar sempre”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
9a895a57-018e-4950-b34f-5d7df81ae88b

Neste domingo, 16 de junho, a Igreja celebrou a solenidade da Santíssima Trindade: As três pessoas numa só realidade e num só Deus.

O bispo dom Guido Zendron presidindo a festa do Sagrado Coração de Jesus, concelebrada por Padre Luiz, comentou a comunhão do amor e afeto que há entre as três pessoas da Santíssima Trindade, na festa do Sagrado Coração de Jesus, agora à noite, no Centenário.

Sagrado Coração de Jesus, padroeiro da área pastoral do Centenário.

“É interessante como Jesus, no encontro com a Samaritana não a julga. Mas ajuda a reconhecer que a verdadeira resposta ao desejo de amor, de felicidade e amor que nós temos não é o homem, nem a mulher, nem o pai ou os filhos, nem nós bispos e padres, quem satisfaz plenamente o nosso coração é Jesus Cristo, através também do pai, da mãe etc., nesse sentido convém refletir o porquê de os relacionamentos entrarem em crise; sem querer julgar ninguém, isto acontece quando eu aposto demais na pessoa, achando que eles vão me dar satisfação, ficarei desiludido. A nossa felicidade não deve ser apostada numa pessoa. Uma pessoa é o instrumento com o qual Cristo pode me dar felicidade.”

Festa do Sagrado 2019

Dom Guido explicou ainda que a importância de festejar a Santíssima Trindade é pela origem da nossa própria criação: “Somos criados à Semelhança de Deus, que é amor e trindade; não pode existir uma pessoa que ama sem relacionamento, então Jesus Cristo vem nos revelar que Deus é amor, por isso o salmista fala ‘E nos trata com tanto carinho’; a partir de Jesus ninguém teve mais medo de Deus e passou a entender esta paternidade.”

“A parti do batismo nós entramos num abraço de amor do Pai com o Filho e do Filho com o Pai, o Espírito Santo é este amos tão intenso e tão forte que Deus-Pai tem com o Filho e o Filho com o Pai que abraça a cada um de nós. Por isso a minha esperança está continuamente na possibilidade que o Sagrado Coração de Jesus nos dá de recomeçar sempre de novo, através das coisas cotidianas.”

O bispo citou como exemplo, o dia da Caridade, celebrado no povoado Sítio do Lício, neste sábado 15. “Uma experiência belíssima vendo tantas pessoas que precisavam lá e nós que respondemos, com a colaboração de tantas igrejas preparamos 190 cestas básicas bem gordas, para dizer que quando nós seguimos as coisas acontecem, porque a nossa fé também é propor alternativas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.