22 de janeiro de 2022
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Dom Guido Cidadão Pauloafonsino: “O mais importante é realizarmos uma amizade social”

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
capa

O bispo dom Guido Zendron, italiano de Trento, recebeu nesta segunda-feira 20, o Título de Cidadão Pauloafonsino, proposto pelo vereador Marconi Daniel.

Dom Guido discursa na tribuna da Câmara Municipal.

No pronunciamento dos vereadores que aprovaram a honraria por unanimidade, ficou evidente a importância e o reconhecimento do esforço do clero em manter as obras sociais da igreja, ao longo da história do município, e uma preocupação especial, na verdade um apelo: para que a igreja católica, unida a outras denominações religiosas encampe uma campanha mais forte contra as drogas.

Dom Guido, por seu turno, encorajou o trabalho dos vereadores e disse que enquanto há muita demonização com a política a Igreja valoriza.

Presenças ao evento da Câmara Municipal.

“A boa política é aquela que procura não excluir, mas integrar. E tem um olhar de preferência para àqueles que, de preferência a sociedade não valoriza. Justamente por ter a missão de harmonizar, proteger e incluir, de modo especial, os mais frágeis, a igreja considera a política como uma das mais altas expressões de caridade.”

Dom Guido foi bastante incisivo naquilo que considera mais importante hoje, que, no seu entendimento dá sentido as coisas, e responde a tantos problemas sociais e humanos: amizade social.

Dom Guido explicou que segue a orientação do Papa Francisco. “Cada um oferece um pouco da própria experiência, dentro do conjunto de relacionamentos, e sei que não é preciso inventar nada, nós precisamos acolher e seguir quem nos precedeu nos adaptando à realidade. ”

O bispo falou dos projetos que faz em parcerias com outras instituições e denominações religiosas, como a Casa da Acolhida, ainda em construção, cujo Exército está reformando, localizada na Feirinha, no centro de Paulo Afonso.

“Nós queremos oferecer assistência aos moradores de rua e quem precisar de ajuda para recuperar um pouco de dignidade – basta passar ali na feirinha no fim de semana e veremos bêbados, prostituição também”, explicou dom Guido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *