Paróq. de São João Batista – Jeremoabo

header background

RELATO HISTÓRICO

Segundo trechos da carta do Padre Januário José de Sousa Pereira, do dia 29 de dezembro de 1757, toda essa região cresceu sob o olhar da vida religiosa existente em Jeremoabo, que teve até o ano de 1718, como intercessora, Nossa Senhora das Brotas, atestada na carta, como devoção do povo, inclusive com a sua igreja feita, também, pela população e seus recursos. Somente a partir de 1718, Jeremoabo caminhará tendo o padroeiro São João Batista e por bons anos a sua Igreja matriz foi a velha Capela de Nossa Senhora das Brotas.  A vida religiosa de Jeremoabo, foi alimentada pela visão, opção e dinâmica da própria Paróquia de São João Batista, o que se estendeu aos diversos setores da vida da sua população.

Sob o olhar da Igreja de Jeremoabo os séculos se foram, os negros – à força ou ludibriados – foram trazidos e os índios (Mugurús e Cariacás) foram aviltados e dizimados. Coube a Igreja, por meio de seus missionários homens e mulheres, casados e solteiros, padres e freiras – que deixaram seus projetos pessoais, para apresentar Jesus Cristo a essas três culturas em conflito, que continua mascarada nos dias de hoje. Ao mesmo tempo, assistindo toda a região incentivando e, em outros casos testemunhando, o surgimento de novos municípios, instalação de novas paróquias e de abrigar as reuniões de preparação para a criação da nova Diocese de Nossa Senhora de Fátima, há quarenta e três anos atrás.

A Paróquia de Jeremoabo, hoje com seus aproximadamente 37 mil habitantes e seus 4.800 km2, vive o desafio para atender a suas pequenas comunidades e pontos de celebrações, que somam por volta de cem. Sobretudo, em um tempo em que a televisão destruiu, de forma violenta e veloz, as fronteiras entre área urbana e rural, deixando o seu povo atordoado. Após o Monsenhor Francisco Magalhães, os párocos que o sucederam foram: Padre Aldo Pimentel e Padre José Ramos Neves, atual.

 

Comentários

2 respostas para este post

  1. Grande iniciativa, parabéns.

    Edgar Aprigio
    Resposta
  2. Parabéns pelo belo layout do site! No entanto como forma de feedback, gostaria de sugerir que colocassem fotos das Igrejas Matrizes de cada paróquia, bem como informar os endereços e seus respectivos párocos/administradores paroquiais, isso facilitaria ainda mais a comunicação. Um grande abraço!

    Marcos Santos
    Resposta

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>