Artigos, Textos e Notícias

header background
12 de novembro de 2017 - 21:12 - Postado por Ivone Lima

‘Os bem-aventurados de hoje devem lutar por dias melhores’, avalia Padre Alberto sobre encontro da CEBs

 

Representantes das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), das Foranias I, II e III, estiveram reunidos no Centro Diocesano de Glória, neste fim de semana, para discutir as atividades desenvolvidas este ano e programar 2018 com base na proposta do protagonismo dos leigos esperado pelo ‘Ano do Laicato’ que será aberto no próximo dia 26, na Solenidade de Cristo Rei.

Reunião da CEBs no Centro Diocesano de Glória, neste fim de semana discutiu a conjuntura sociopolítica do Brasil.

Tema do encontro: “A inserção no mundo urbano a partir dos desafios que o mundo urbano nos traz”.

CEBs tentará motivar paroquianos para retomar suas atividades no cotidiano das comunidades.

Participaram os padres Alberto (Canudos) e Marcos (Cícero Dantas) religiosas, dentre outras lideranças como Isa – Pastoral Social e CEBs. “Então estamos gratos a Deus por esse espaço de reflexão em que a temática da conjuntura foi muito interessante; o objetivo do encontro foi retomar o planejamento com novas lideranças e buscar um engajamento maior dentro das paróquias”, explicou Padre Marcos.

Padre Marcos e religiosas participam do encontro da CEBs.

Padre Alberto, veterano nesta escola afirmou que foi possível nestes dias uma ‘análise apurada do que o país está passando’ e como se deve reagir: “Nós não podemos fazer as coisas de forma desarticuladas, cada um por si, devemos ter união e sintonia com o Evangelho; conhecer o aperreio do povo e saber como ajudar.”

Padre Alberto disse que não se pode agir de forma desarticulada.

Padre Alberto ainda disse que no Evangelho há alimento para toda fome: “Principalmente se você parte das bem-aventuranças, os ‘bem-aventurados de hoje devem lutar por um mundo melhor e os mal-aventurados provocados pelo sistema capitalista encontre em nós o consolo, encontre em nós o socorro.”

Irmã Filha do Sagrado Coração de Jesus, Canudos-BA. “Para mim foi revigorante.”

Alberto também falou dos trinta anos da Romaria de Canudos celebrados no mês passado: “Foi um momento muito interessante, porque podemos celebrar os trinta anos da história de Belo Monte, da celebração da vida, da caminhada do povo e a cada ano com a campanha da Fraternidade, a Romaria de Canudos celebra a fé e a esperança junto com a Pastoral Social e a CEBs.”

Segundo a organização do encontro, será elaborado um calendário de atividades para 2018, e posteriormente divulgado nas mídias e igrejas para que as pessoas possam acompanhar e participar de mais esse mecanismo da Igreja que tanto já fez pelas causas sociopolíticas do Brasil.

 

Pascom

Sobre o autor

Recentes Post

Comentários

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>