Artigos, Textos e Notícias

header background
11 de setembro de 2017 - 10:09 - Postado por Ivone Lima

Dom Esmeraldo lança Campanha Missionária de 2017 em Recife

A programação do 4º Congresso Missionário Nacional (4º CMN) que se realiza em Recife (PE) abriu espaço, na tarde desta sexta-feira, 8, para o lançamento da Campanha Missionária 2017. A cerimônia inédita de lançamento nacional fora de Brasília (DF) foi feita aos meios de comunicação e aos 700 congressistas vindos de todos os estados do Brasil.

Promovida anualmente, no mês de outubro, a Campanha Missionária está em sintonia como os ensinamentos do papa Francisco que afirma: “A alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontraram com Jesus” (EG 1). Essa alegria precisa ser anunciada pela Igreja.”

Lançamento da Campanha Missionária 2017.

Compuseram a mesa o cardeal Sergio da Rocha, arcebispo de Brasília (DF) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); dom Esmeraldo Barreto de Farias, bispo auxiliar de São Luís (MA) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB; padre Maurício da Silva Jardim, diretor nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM) e irmã Irene Lopes, assessora da Comissão Episcopal para a Amazônia (CEA) e da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam).

Dom Esmeraldo Barreto de Farias apresentou os materiais produzidos para animar o Mês Missionário, em outubro de 2017. O bispo destacou que o tema da Campanha: “Alegria do Evangelho para uma Igreja em saída” e o lema: “Juntos na missão permanente”, dão continuidade ao Congresso Missionário. Dom Esmeraldo enfatizou os títulos dos nove dias da Novena e apontou que esses são motivados pela esperança e o pelo profetismo com destaque para a Igreja em saída. “A porta de entrada é a mesma da saída que nos leva ao encontro das pessoas. Ir ao encontro faz parte do dinamismo missionário”, lembrou o bispo, que fez votos que o material seja acolhido em todas as dioceses. “Esses subsídios são como gotas de esperança, alegria e ânimo em nossas dioceses”.

Padre Maurício da Silva Jardim, recordou que este ano celebramos o 91º aniversário do Dia Mundial das Missões. A data foi instituída pelo papa Pio XI, em 1926 a ser celebrado todos os anos no penúltimo domingo de outubro, este ano dia 22. “Com este dia de oração e de evangelização dos povos deseja-se incentivar a cooperação missionária pelo mundo e agradecer o contributo dos missionários na construção de um mundo melhor”, disse o padre.

Para o diretor das POM, lançar a Campanha no Congresso Missionário é dar continuidade à temática do mesmo. Ele ainda ressaltou que o Brasil é um dos países que mais contribui na Campanha para a missão universal da Igreja, em especial, na Ásia, África, Oceania e América Latina. “É um fundo universal onde circula a caridade”, enfatizou. Padre Maurício lembrou ainda que o papa Francisco, em junho deste ano, convocou um momento extraordinário de oração e reflexão sobre a missão além-fronteira para o mês de outubro de 2019.

Este ano, o cartaz e outros materiais da Campanha trazem o Zapcode. Para utilizá-lo basta baixar gratuitamente o Aplicativo Zappar no Smartphone (celular e tablet). Depois, ao direcionar o aparelho para o cartaz é possível assistir a um vídeo e acessar os conteúdos da Campanha Missionária.

Irmã Irene Lopes, ressaltou o espaço que as POM reservam nos materiais da Campanha Missionária à Igreja na Amazônia. “A Amazônia sempre ganha um espaço significativo em cada Campanha. Nós agradecemos. A Igreja da Amazônia agradece”. A religiosa enfatizou que hoje, mais do nunca, a Amazônia precisa de atenção e mobilização por parte da Igreja, em sua defesa. “Precisamos ouvir o DSC_0546grito da terra, o grito dos pobres. Haja vista os últimos acontecimentos: conflitos, assassinatos, violação dos direitos humanos, desrespeito aos territórios dos povos indígenas e comunidades tradicionais e a extinção de Reservas ambientais”, conclamou a irmã.

Em sua fala irmã Irene recordou um trecho da nota em que a Repam e Comissão Episcopal para a Amazônia publicaram em repúdio à suspensão da Reserva de Cobre e Associados (Renca), no Amapá e Macapá: “A extinção da Renca representa uma ameaça política para o Brasil inteiro, impondo mais pressão sobre as terras indígenas e Unidades de Conservação, e abrindo espaço para que outras pautas sejam flexibilizadas, como a autorização para exploração mineral em terras indígenas, proibida pelo atual Código Mineral”.

O cardeal dom Sergio Rocha ressaltou a importância de assumir a proposta da Campanha Missionária e convocou aos participantes a fazer uso dos subsídios para melhor vivência comunitária no Mês Missionário. “Juntos na missão permanente. Precisamos olhar para além dos muros, olhar e rezar além da realidade local é o que nos convida essa Campanha. Portanto, vamos fazer valer a campanha missionária”. Por fim, o cardeal agradeceu aos envolvidos na preparação dos subsídios da Campanha. “Nossa gratidão a todos que estão envolvidos e trago aqui o apoio da CNBB para juntos nos animarmos. Vamos fazer um grande mutirão missionário” convocou dom Sergio Rocha.
As 276 dioceses e prelazias do Brasil já receberam todos subsídios da Campanha para serem distribuídos entre as paróquias e comunidades. O material da Campanha: livreto da Novena Missionária; DVD com testemunhos missionários; mensagem do papa Francisco para o Dia Mundial das Missões; orações dos fiéis para os quatro domingos de outubro; envelopes para a coleta do Dia Mundial das Missões e duas versões de marcadores de página com a oração da Campanha Missionária, que tem o seu ponto alto no Dia Mundial das Missões, celebrado no penúltimo domingo do mês de outubro pode ser baixados e multiplicados livremente por meio do site www.pom.org.br

 

Site oficial da CNBB

Sobre o autor

Recentes Post

Comentários

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>