Artigos, Textos e Notícias

header background
13 de abril de 2017 - 15:39 - Postado por Ivone Lima

Exército antecipa abertura de semana comemorativa da instituição com celebração ecumênica da Páscoa

Major Kauê  – comandante da 1ª Companhia de Infantaria – convidou representantes da Igreja Católica, evangélica e espírita para um culto ecumênico – celebração da Páscoa – na sede do Exército, nesta Quinta-feira Santa, com a presença dos praças e de sua assessoria. O evento marca a abertura da semana comemorativa pelo dia do Exército, comemorado em 19 de abril.

Major Kauê e o chanceler da diocese Pe. Adriano.

″Para nós militares a assistência religiosa é muito importante, muita gente pode até não saber, mas o Exército dá muito importância a isto, os soldados precisam muito […] ouvir a palavra é um alicerce para o soldado″, explicou o comandante, que acrescentou em seguida:

″Não é qualquer feriado, é preciso saber o que significa e ao voltarmos para as nossas famílias podermos celebrar também, para mim é marcante o que acontece agora, ver o exemplo dos líderes religiosos unidos, já parabenizo pelas ações não apenas espirituais, mas também sociais″.

 

Pastor Ubiranilton, Pe. Adriano, Edina e Pastor Alex.

Pe. Adriano, os pastores Alex e Ubiranilton, e Edina (espírita), tocaram cada um à sua maneira, no extraordinário mistério da fé, dois milênios depois, que ainda arrebata, que não faz de nós cristãos crentes numa ilusão, nós temos, a partir da ressurreição, a certeza absoluta da Vitória, que celebraremos no próximo domingo da Páscoa.

Do ponto final da morte agonizante de Jesus na cruz do Gólgota – trazida pelos pastores e pelo clérigo, e um pouco antes, em Sua última ceia, a ida ao templo, lembrada por Edina, reverbera a mensagem de paz, de tolerância, de amizade, de respeito às diferenças. Tão fundamentais para um mundo que assiste nos dias de hoje, cristãos sendo perseguidos mundo afora até a morte.

Os praças que participaram do culto ecumênico esta manhã, na sede da 1ª Companhia de Infantaria, em Paulo Afonso.

Não obstante, o soldado é aquele se coloca a serviço de outro, à disposição, felizmente, apesar de tantos problemas, em nosso país em tempo de paz.  Há, contudo, outras dificuldades a serem vencidas, como a injustiça social e a luta que deve ser de toda comunidade para conter o avanço das drogas, particularmente entre os jovens.

Kauê finalizou o evento agradecendo a presença dos religiosos e pedindo atenção aos soldados nestes dias de folga, particularmente no trânsito.

Pe. Adriano explicando o sentido do Tríduo Pascal, celebrado a partir de hoje, com a missa de lava pés.

PASCOM

Sobre o autor

Recentes Post

Comentários

Sem Comentários

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>